O que tocou hoje?

Atendendo a pedidos teve Garotos da Rua

O bandejão começou com muito samba pra animar a semana. A programação foi de Raphael De Angeli que atendeu muitos pedidos e também apresentou o especial Rock Around the Clock sobre Móveis Coloniais de Acaju, com a música O Tempo. A playlist:

1 Bloco

Fino Coletivo – Boa hora

Projeto Feijoada – Aroeira

João Nogueira – Samba do Grande Amor

Clube do Balanço – Preta Rara

Roberta Sá – Essa moça tá diferente

Mila Maio – Sacoleira

2 Bloco

Os The darma lovers – Ir Além

Chico Buarque – A Rita

Gilberto Gil – Domingo no parque

Bob Dylan – From a Buick 6

Otis Redding – Sitting on the dock of the day

The Temptations – Ain´t too proud to beg

Buddy Holly – I´m gonna love you too

3 Bloco

White Lies – Farewell to the fairground

Garotos da Rua – Tô de saco cheio

Júpiter Maçã – Walter Victor

The Yardbirds – Boom Boom

Quicksilver Messenger Service – It´s Been too long

Green Day – Stuck with me

Rancid – Time Bomb

Bad Religion – Generator

Alice in chains – Them Bones

Especial Rock Around the Clock – Moveis coloniais de acaju – O Tempo

Hoje o especial Rock Around the Clock – um programete que conta um pouco das influências de bandas que estão fazendo sucesso na atualidade – escolheu a principal banda independente brasileira do momento: O Movéis Coloniais de Acaju, com a música O Tempo. A banda brasiliense conta as mais inusitadas influências o que tornou o programa, mais uma vez, uma granda salada musical – ou como dizem o Móveis, um ‘feijoada búlgara’.

E os caras do Los Hermanos, apesar de serem parcialmente contemporâneos, também dialogam muito com a obra do Móveis e, inclusive, foi convidada e tocou no Móveis Convida – evento em que a banda convida artistas novos e consagrados.

Los Hermanos – A Flor

Karnak!

Também tem a Karnak. Banda paulista conhecida por fundir diversos estilos musicais, brasileiros e internacionais, com música pop e rock. Muitos consideram que eles fazem World Music, rótulo que eles negam, e afirmam que sua sonoridade “étnica” é algo natural, intuitivo, e não um produto de pesquisas e planejamento. O projeto surgiu depois que André Abujamra viajou pelo mundo buscando influências musicais para criar uma nova banda. Até que ele conheceu o vilarejo de Karnak, um complexo de templos que fica no Egito.  A partir daí ele voltou pro Brasil e reuniu diversos músicos e amigos – no total 10 integrantes – pra formar o grupo.

Karnak – Juvenar

Tokyo Ska Paradise Orchestra

E lá do oriente vem a influência mais dançante da banda: Tokyo ska paradise orchestra – que pode ser chamada de Skapara ou Tspo. A banda japonesa de ska e jazz foi oficialmente formada em 1988 pelo percussionista Asa-Chang e inicialmente composta por mais 10 veteranos do cenário underground de Tokyo. O som é vai desde o ska, passando pelo jazz até o rock. E assim como as mais tradicionais bandas de ska, grande parte das músicas do grupo são instrumentais.

Tokyo Ska Paradise Orchestra – Skaravan

Elvis Costello – Pump it up

Uma das mais inusitadas influências do Móveis é Elvis Costello, e pode ser considerada a mais perto do rock’n roll. Elvis é um compositor e músico britânico e começou sua carreira nos anos 70 tornando-se dez anos depois um dos principais artistas do new wave. Costello também é um dos principais artistas pop de sua época e no seu último disco, lançado esse ano, Secret, profane and sugarcane, faz um som mais voltado pro country rock.

Trio Mocotó – Voltei Amor

Trio Mocotó

E por último o Trio Mocotó. Uma das primeiras bandas de samba-rock  foi formada em 1968 na boate Jogral onde Fritz Escovão, João Parahyba e Nereu Gargalo trabalhavam. A boate paulistana era o grande ponto de encontro da época com direito a canjas com nada mais nada menos que Nelson Cavaquinho, Paulo Vanzolini e Duke Ellington. Até que um tal de Jorge Ben se tornou frequente nessas parcerias e dessa nova mistura saiu a batida do samba-rock e uma das bandas mais influentes do Brasil.

Anúncios

O que tocou hoje?

Lou Reed das antigas no Bandejão!

Nessa quarta-feira chuvosa Raphael De Angeli tentou espantar o mau tempo com muito samba. E como já é comum, toda quarta-feira tem o Prato da Casa, bloco reservado somente para bandas novas do nosso querido estado! Se liga na playlist:

1 Bloco

Projeto Feijoada – Aroeira

Bezerra da Silva – Malandro é mané e mané

João Nogueira e Martinho da Vila – Clube do samba

Jorge Ben Jor – Adelita

Clube do Balanço – Saudade do Jackson do Pandeiro

Sá, Rodrix e Guarabyra – Hoje ainda é dia de rock

Facas Voadoras – 1:54

2 Bloco

Lou Reed – Vicious

Neil Young – My my, hey hey

Van Morrison – The way young lovers do

Death Cab for Cutie – No Sunlight

Belle e Sebastian – Get me away from here, I´m dying

Arctic Monkeys – Cornerstone

The Strokes – You only live once

3 Bloco

Rage Against the Machine – Killing in the name

Foo Fighters – Monkey Wrench

Blur – Song 2

No Fun at all – Anything could happen here

Dead Fish – Subprodutos

Raimundos – 20 e poucos anos

Bad Religion – American Jesus

Rise Against – Ready to fall

4 Bloco – PRATO DA CASA

Noiffer – muse

Maestro Pestana – Balada das horas

The Let’s – Tudo que eu sei

Olgah – Nada mais

Alfredo – Quem nunca disse

Skull Bus – O Tempo

Outdoor – Menina do Indiano

  • Agenda

    • outubro 2017
      S T Q Q S S D
      « maio    
       1
      2345678
      9101112131415
      16171819202122
      23242526272829
      3031  
  • Pesquisar